Yara Pina

Corpos abatidos (2021)

destroços recolhidos de locais onde ocorreram

mortes por operações policiais em Goiânia

instalação

250 cm Ø

 

Corpos abatidos reflete sobre o modelo de política de segurança adotado desde a Ditadura Militar que ainda, hoje, alimenta a espiral da violência contra indivíduos acometidos com o abatimento de seus corpos durante operações policiais no Brasil.  São ações registradas como “confrontos”, legalmente amparadas pelos “autos de resistência seguidos de morte”, mas que na realidade refletem o alto índice de letalidade à serviço de uma pseudo guerra no combate ao crime e às drogas. Os destroços que compõem a instalação foram recolhidos da fachada das residências das vítimas e, também, de ruas e calçadas de setores periféricos onde ocorreram as mortes.