Yara Pina

Corpos incorruptos (2021)

facões, gotas de vela, fuligem, penas

dimensões variáveis

Corpos incorruptos é sobre os processos de luto que permeiam os corpos das vítimas de massacres em presídios. Detentos que tiveram seus corpos esquartejados, decapitados e carbonizados por integrantes de facções que por meio de suas armas espetacularizavam, entre as fumaças pretas das chamas de incêndio, cenas de barbárie transmitidas ao vivo pelos aparelhos celulares. ​Os corpos das vítimas quando não identificados pelo Estado são entregues às famílias faltando pedaços – sem órgãos, cabeças, membros - ou em estágio avançado de decomposição. Muitas delas não tiveram direito a velórios, sendo exumadas de forma improvisada ou até mesmo enterradas em valas comuns ou como indigentes.