Criptografismos (2018)

intervenção sobre poemas de Bertolt Brecht com cinzas dos nomes

e políticos e ativistas assassinados no Brasil

 

Bertolt Brecht empregou a expressão Verwisch die Spuren - apague os rastros - em um de seus poemas como meio de resistência para se referir ao indivíduo em situação de ilegalidade e clandestinidade durante o recrudescimento do fascismo na Alemanha. Partindo do cenário atual e incerto da democracia brasileira, a obra Criptografismos utiliza alguns de seus escritos como pano de fundo para tratar do esquecimento das mortes de políticos e ativistas assassinados no Brasil. Com meu dedo polegar direito impregnado com cinzas  dos nomes das vítimas cubro as frases dos poemas de Brecht ao mesmo tempo em que deixo rastros de minha ação.

 

Poemas: Apague as pegadas - Poemas de um manual para habitantes da cidade; A cronos; Acredite apenas; O abrigo noturno; Soube que vocês nada querem aprender; Quando o fascismo se tornava cada vez mais forte; Por muito tempo procurei a verdade; Quando me fizeram deixar o país; Nossos inimigos dizem; Epitáfio 1919; Canção do pintor Hitler; Alemanha; A emigração dos poetas; No segundo ano de minha fuga; Por que deveria meu nome ser lembrado?; Em tempos negros; Sobre a violência; Elogio do esquecimento; Visita aos poetas banidos; A inscrição invencível; Aos que hesitam; Conselho aos artistas plásticos sobre os destinos de suas obras nas próximas guerras; Epitáfio para Gorki; Os medos do regime; O povo é infalível; Sobre a atitude crítica; Verão de 1942; Cantar de mãe alemã; Na manhã do novo dia; E. P. Escolha de uma pedra tumular

Cryptographics (2018)

iInterventions on Bertolt Brecht's poems with the ashes of the names

of politicians and activists murdered in Brazil

Bertolt Brecht used the expression "Verwisch die Spuren" in one of his poems as a means of resistance to refer to the individual in a situation of illegality and clandestinity during the period of recrudescence of fascism in Germany. Starting from the current and uncertain scenario of Brazilian democracy, the work Cryptographisms uses some of his writings as a background to deal with the forgetfulness of the deaths of politicians and activists murdered in Brazil. With my right thumb impregnated with ashes of the names of the victims I cover the phrases of Brecht's poems at the same time as I leave traces of my action.

© 2018 por Yara Pina.

  • Yara Pina
  • Yara Pina (Instagram)