Sacrifício de aliança (2019).mp3Yara Pina
00:00 / 02:04

Sacrifício de aliança (2019) 

instalação sonora

(facão  amolado sobre entulhos do Tribunal de Justiça de Goiás)

A obra tem como referência a rebelião na Colônia Agroindustrial de Aparecida de Goiânia, em janeiro de 2018, protagonizada por integrantes das duas maiores facções de tráfico de drogas do país. Após a barbárie que deixou feridos e mortos com corpos decapitados, esquartejados e carbonizados, a situação da unidade ganhou repercussão nacional atraindo, dessa forma, maior atenção do Tribunal de Justiça de Goiás que realizou inspeções no local e do Superior Tribunal de Justiça que cobrou respostas das autoridades do estado.

Sacrifício de aliança reflete, portanto, sobre o fortalecimento das facções como resultado da política de superencarceramento e a consequente omissão do Estado frente à precariedade do sistema prisional. A atuação desses grupos também tem ganhado força com a ampliação de seu domínio territorial para outros estados, colocando dessa forma não só o comércio de drogas, mas também os presídios regionais sob seus controles. No caso de Goiás, o estado além de fazer parte da rota internacional do narcotráfico, é considerado pelas facções como uma área estratégica para o escoamento das drogas e, também, por sua proximidade de Brasília, considerada reduto de consumidores de elite.

 

A instalação é resultada de uma ação em que reproduzo um ato praticado por detentos quando se preparam para confrontos e rebeliões - o gesto de amolar armas. O evento se desenvolveu no interior de um círculo construído com pedaços de entulhos que foram coletados durante a reforma do espaço físico do TJGO, iniciada em janeiro de 2018, mesmo mês do motim na unidade prisional. É dentro desse cenário que simboliza um rito sacrificial que ocorre o gesto de amolar um facão sobre a superfície de alguns destroços.

© 2018 por Yara Pina.

  • Yara Pina
  • Yara Pina (Instagram)